Planos de saúde privados não conseguem resolver os problemas públicos

Médica conversando com uma pacienteMilhões de brasileiros que têm por objetivo fugir do criticado serviço público do SUS (Sistema Único de Saúde) procuram no setor privado a solução de seus problemas e um pouco mais de tranquilidade. Pesquisas indicam, inclusive, que benefícios como um bom plano de saúde passaram a ser um ponto decisivo no momento de se aceitar ou não uma proposta de emprego, muitas vezes superando a importância do salário. O serviço privado, no entanto, tem se mostrado tão ou mais ineficiente que o público, trazendo uma insatisfação generalizada aos clientes.

Atendimento: o vilão número 1

É a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) que levanta os dados dos planos de assistência médica, averiguando a qualidade dos mesmos com base na opinião de seus usuários. Na última pesquisa de abrangência nacional, realizada no ano de 2010, os números mostraram que 70% dos entrevistados que pagam por um plano de saúde privado têm queixas a fazer. O setor está acostumado a encabeçar a lista de reclamações do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor). A principal reclamação, justamente a mesma citada pelos críticos do SUS, é o atendimento. As prestadoras de serviço são acusadas de descaso com o cliente, incapacidade de reconhecer casos de urgência e demora excessiva para aprovar internações e liberar medicamentos.

Clientes exigentes demais e alto custo dos exames

Responsáveis pelos serviços de assistência médica, sob a palavra da Associação Brasileira de Medicina em Grupo, tentam se justificar dizendo que a boa administração dos serviços é inviável em função da demanda de tempo necessária para resolver processos jurídicos. Segundo eles, os exames são caros demais e os clientes não têm noção da cobertura dos planos contratados, muitas vezes pedindo mais do que aquilo a que têm direito. A quantidade de liminares na Justiça seria a grande culpada da questão, comprometendo a qualidade do serviço.

Foto: carlosseller – FotoliaSimilar Posts:

Tags: , , ,